Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

quarta-feira, maio 29, 2013

Balanço - 2



Entendo que o exercício de qualquer cargo, político ou outro, deve alcançado com base na verdade e não em tentativas manhosas de enganar quem não está ou não tem possibilidade de estar devidamente esclarecido.
É certo que a política é uma área em que uma grande maioria da população não está nem quer estar “por dentro” e será, provavelmente, por isso que o país chegou ao estado em que está. Para muitos, a política está ao  mesmo nível dos clubes de futebol (mais coração e menos razão) .
Bastará dizer, a título de exemplo que, num ano aziago para benfiquistas, não haverá um único adepto que mude para o Porto. É uma questão de coração , onde a razão não tem cabimento e daqui não vem mal ao mundo (ao país, entenda-se).
O problema é quando os  partidos políticos assumem o estatuto de clubes de futebol, nos quais os “adeptos” votam cegamente, mesmo que nada ou  pouco esclarecidos.
Percebendo-se esta falta de interesse por parte dos cidadãos, não falta por aí gente que, sem grande esforço, consegue o que quer, para depois deixar tudo na mesma, senão mesmo pior.
Vem isto a propósito do que foi prometido ao povo de Canelas há 4 anos atrás. A imagem é do folheto distribuído pela coligação PSD/CDS-PP e o exercício que aqui se propõe é de uma grande simplicidade: validar cada promessa no cumprimento da afirmação espelhada no 3º parágrafo do referido folheto,  em que se faz alusão ao “respeito pela opinião de todos, pois sabemos que estão atentos às realidades da Nossa Aldeia”.
Recordar-se-ão aqui uma a uma, tema a tema,  as citadas promessas, deixando as respectivas validações  ao cuidado dos Canelenses.

1º tema: SOCIAL
Criação de gabinete de apoio social
Serviço de apoio ao cidadão
Manutenção e melhoria contínua dos serviços de saúde.
O desafio está lançado!

2 comentários:

L.S.A. disse...

Tem razão CR.
Mas agora pergunto eu:
Seria possível testar cada político concorrente ás eleições?
É que não os podemos avaliar só palas palavras bonitas que dizem nem pelo que fazem, antes do cargo a que se candidatam!
Estar no cargo é outra coisa...!
As pressões, o poder, não mudarão as pessoas por mais honestas que sejam?
Por vezes vemos isso dentro duma "família" perto de nós...|
É preciso muita determinação em fechar os ouvidos, a boca... e abrir bem os olhos mas... sem ver.

Vento disse...

pois...
o que eu penso é que o "poder" é assim como uma pepita de ouro gigante com brilho cegante
o que importa é lá chegar
cego
surdo
e mudo
...
depois:

o que fôr há-de zoar
doa a quem doer

o povo está de rastos, cansado da longa caminhada da vida, penso que se ainda vota é apenas por um descargo de consciência de obrigação cumprida
porque foi o que toda a vida fez
cumprir a sua obrigação de sobrevivência de sol a sol
e assim que, também surdo, cego e mudo faz a cruz no quadrado que estiver mais à mão

o povo está cansado de perceber que 99% das promessas não serão cumpridas...

será que isto mudará um dia?!
e quando fôr hora de mudar de verdade, será que o povo acredita?!...

beijinho, CR.