Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

sábado, julho 16, 2011

A DIMENSÃO DO SAQUE

Expresso revela que Passos Coelho admite um desvio de 2,3 mil milhões de euros. Ler [aqui].

A ser verdade estaremos, provavelmente, perante o maior descalabro das contas públicas de que  há memória.
São já habituais as heranças negativas deixadas pelos sucessivos governos do país, muito embora nada se  tenha, até agora, asseemelhado à dimensão deste saque aos conribuintes portugueses. Um saque que para ser resolvido, vem hipotecar por completo  o futuro desta e da próxima geração e limitar seriamente o investimento público. 
Ora, este acto, ou a sucessão deles que estão na génese  desta leviandade têm, na lingua portuguesa, um nome: CRIME. E, não consta que algum desses criminosos (autores efectivos e inequívocamente responsáveis) tenha entretanto falecido, pelo que  o seu lugar deveria ser na prisão, e por longos anos,  não vá acontecer que ainda voltem um dia ao poder.
A reforma da justiça deve começar por aí: mudando as leis que dão imunidade - e não raras vezes premeiam - os bandoleiros que, ao longo de décadas, têm aruinado o país.

2 comentários:

BiraLtas disse...

Com a justiça que temos O CRIME COMPENSA.
Os nossos governantes passados (e os que lhe seguem os Passos oxalá me engane) foram meros agentes de grupos de interesses económicos sem escrúpulos nem ética que levaram o País à ruina e hipotecaram o futuro das próximas gerações.
Temo que 2012 seja o melhor dos próximo 20 anos.

Sérgio Pontes disse...

Não podia estar mais de acordo com a tua opinião