Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

sábado, junho 18, 2011

AS COSTUMEIRAS VOZES DO RESTELO

Ainda o novo governo não vestiu sequer o fato, e já as vozes contra ele se levantam. 
De facto, esta é uma das características da lusa mentalidade, derrotista e ávida de protagonismo a qualquer preço.
Eu não votei em Pedro Passos Coelho por razões já antes explicadas, apesar de me parecer o candidato natural à sucessão de Sócrates e, no painel que se apresentou a concurso, o único que poderá mudar um pouco o rumo do país.
É necessário esperar para ver  e, tendo em conta o  quadro herdado, é certo que as dificuldades serão mais que muitas mas não é menos certo  que todas as crises são oportunidades que se abrem para os mais competentes. Veremos. O governo tem, de facto, tudo para mostrar o que vale.
Para já há aspectos positivos evidentes: o governo é curto, o que pressupõe desde já a ideia de rigor na despesa com os ministérios e os habituais saltimbancos ficaram de fora. Surpresa (ou não), a meu ver, foi apenas o facto de Paulo Portas não liderar um ministério mais influente na pretendida recuperação económica do país, como por exemplo o da Agricultura, ele que tanto propalou a necessidade de revitalização deste sector da economia portuguesa.
Pedro Passos Coelho parece querer impôr assim a sua determinação em fazer diferente. A seu tempo veremos se para melhor...

Sem comentários: