Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

segunda-feira, maio 03, 2010

COM PAPAS E BOLOS...

Muito se tem dito, escrito e reivindicado sobre a pretensão do governo em introduzir as portagens nas vias designadas por SCUT.
Ao que me lembro, este tipo de estradas pretendia afirmar-se como alternativas não pagas quer às Auto-estradas quer a Estradas Nacionais,  que se veriam aliviadas de grande parte do trânsito que as povoam, com incidência particular nos pesados de mercadorias.
E, se mesmo assim, houve (e há) alguma dificuldade em perceber e justificar a construção de algumas dessas vias, como por exemplo a A29, que passa pelo concelho de Estarreja de mãos dadas com a A1, com a introdução das portagens, não só se não justifica como se torna uma aberração.
Fica claro que o objectivo é sacar mais dinheiro aos contribuintes. É óbvio que assim o Estado pode dizer que não vai aumentar os impostos mas, o que são as portagens senão mais um imposto?
Diz-se que na base da medida está o conceito do utilizador-pagador. Nada mais falso.
Não tenho dúvida de que mesmo quem não passa nas ditas vias, acabará por pagar tanto ou mais do que se as utilizasse, uma vez que uma grande parte dos bens essenciais (alimentos, vestuário, materiais de construção, etc.) por ali circulam e acabarão por sofrer aumentos nos seus preços.
Assim sendo, esvazia-se completamente o conceito das SCUT (Sem Custos para UTilizadores).
Percebo a preocupação da Câmara de Estarreja em tentar sacar contrapartidas (obras na EN 109), mas penso que não estão ainda esgotadas todas as formas de impedir que as portagens sejam uma realidade.
E se, no que diz respeito a outras decisões do governo o que resta é mesmo lutar pelas melhores contrapartidas para o concelho, neste caso das portagens, julgo que tudo está sereno demais, não se vendo ou prevendo quaisquer manifestações que possam levar à suspensão da decisão ou a uma renegociação sobre a mesma.
As contrapartidas pedem-se quando a causa está já perdida...se bem que não se vê a população do concelho verdadeiramente sensibilizada para o problema, e é isto que preocupa: o povo há muito que aceita tudo de mãos abertas, mesmo as vergastadas que o vão atirando ao chão.
É caso para dizer que, com papas e bolos se enganam os tolos...

Sem comentários: