Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

segunda-feira, abril 26, 2010

HÁ QUEM PREFIRA LAGOAS EMPAREDADAS

Ora, nada como mais uma farpazinha  de um conhecido amigo desta "Nostra Terra" para começar a semana. É motivador  e eu, pessoalmente, convivo perfeitamente com isso e  melhor ainda neste tempo que começa a aquecer...
Não é que entenda dever perder muito tempo com o caso. Todavia, haverá por aí quem pense da mesma forma e estou a lembrar-me, a propósito,  de tudo o que foi dito acerca do projecto de construção de uma estrutura que abarcaria um Lar de Idosos,  Centro de Dia e Infantário, a construir aqui nesta freguesia de Canelas. e em tudo o que previamente foi feito,  por forma a garantir a sua realização.
E estou a lembrar-me também da argumentação usada para descredibilizar a dita construção; estou a lembrar-me das barbaridades ouvidas e do vale tudo; estou a lembrar-me da palavra mordaz dita pela calada da noite em murmúrios acobardados e/ou anónimos pela falta de coragem de falar alto; estou a lembrar-me até das muitas vezes (que não consigo contar) em que ouvia "se fosse pelo PSD com essa equipa e com esse programa, era a maior maioria de sempre"- a esses agradeço o reconhecimento pela equipa e pelo programa; lembro-me ainda de muitas coisas mais... pode ser que um dia dê um best-seller, quem sabe?
Quem não tem capacidade para, coloca todos ao mesmo nível. É reconfortante, convenhamos...
Mas, voltando ao tema da tal "lagoa",  devo dizer-lhe, meu caro que, por se tratar de um assunto sério, houve necessidade de garantir antecipadamente a sua exequibilidade - tal como aconteceu com o lar de Canelas e com a quase totalidade dos projectos apresentados pelas candidaturas afectas ao Fernando Mendonça e sabe porquê? Simplesmente porque entendemos que o exercício do poder autárquico deve ter por base a responsabilidade, não é brincadeira de fim de semana ou de vésperas de eleições.
Obviamente que esses estudos e/ou garantias foram um trabalho aturado, feito por gente altamente conceituada e responsável,  que fizeram parte de um Projecto para Estarreja e para as freguesias, mas que o povo entendeu não valorizar. Assim sendo, parece-me ridícula e imatura a pretensão do amigo Zé Matos (tal como de outros) de querer aceder aos mesmos. Nem parece coisas tuas, Zé.
Só entendo isso como uma tentativa - mais uma - de descredibilizar o projecto, que pelos vistos ainda continua a incomodar.
Percebo que haja quem não acredite porque, provavelmente, partilhou  um programa de intenções que, por nada trazer de verdadeiro interesse público ao concelho, não carece de outra coisa que a simples publicação num folheto de campanha. Já outros foram muito mais longe,  e tenho pena  que daqui a 4 anos não esteja  o Zé e todo o concelho  a cobrar pelas obras não cumpridas. Veria a diferença, estou certo.
Há quem se julgue superior  porque nivela tudo e todos abaixo de si; mas há quem, mesmo perdendo eleições dê verdadeiras lições, coisa que, a julgar pelo escrito do Zé, não está ao alcance de todos os ganhadores.

8 comentários:

Anónimo disse...

Camilo

Se uma havia um projecto prévio onde é que ele está??

Mas mais: como é que o próprio PS na altura disse que o tal projecto da lagoa ainda carecia de um estudo mais detalhado de viabilidade?? e que se ganhasse as eleições ia fazer esse estudo???

Se estava seguro que era viável, como é que tem dúvidas????

Como te disse vou escrever um dia sobre isso com calma...mas até lá quero ver o projecto prévio?? Onde está ele??

CR disse...

Olá Zé.
Não tenho muito tempo para entabular contigo discussões patéticas sobre temas que, para mim, são demasiado importantes, mas quero dizer-te o seguinte:
O assunto da lagoa diz respeito a um projecto que o Fernando Mendonça (e o PS local, se quiseres), ousaram delinear para Estarreja. Para a maior parte das pessoas (onde te incluo), tratou-se de uma ideia a destruir, sem ter havido a preocupação de a analisar seriamente, porque veio do lado contrário. É natural, pois em marés de campanha eleitoral a coerência e o sentido de responsabilidade atingem níveis demasiado baixos. Compreendo-te, porque sei que não estás habituado a isso. Se me permites a franqueza, olha para o lado e vê o que se passa à tua volta como resultado de certas opções tomadas...
Mas, voltando à lagoa, deixa-me dizer-te que o estudo prévio a que me reporto, visou saber da exequibilidade e mais-valia do projecto, tendo em conta o espaço físico em que seria inserido, bem como a realidade da "cidade". Foi pedido esse estudo (análise, se preferires e te fizer bem ao ego), a pessoa com experiência na área, sobejamente credível e conhecida (que por razões óbvias me reservo divulgar o nome). Dessa análise técnica, surgiu um primeiro esboço do projecto que - esse sim - deves ter visto por aí. Portanto Zé, não cries fantasmas onde eles não existem. É óbvio que o passo seguinte seria a elaboração do Projecto com todos os estudos mais aturados e rigorosos que lhe estariam inerentes. Não queiras atirar mais terra aos olhos do povo (mais do que certa gente com quem te identificas fez e faz). Sabes bem do que falo.
Dizeres que não houve qualquer estudo é faltares à verdade porque desconheces em absoluto o que se passou. Por outro lado, não tinha o Fernando que apresentar em campanha eleitoral qualquer estudo ou projecto, tal como o teu candidato o não fez (provavelmente porque não tem projectos... a julgar pela tua interpretação). Apresentou a ideia do que pretendia, com base na garantia de que seria tecnicamente executável e dos benefícios que a "cidade" e o concelho poderiam colher no futuro com a realização de um projecto desta envergadura que, convenhamos, só está ao alcance dos que se distinguem da mediania por querem mais e que, por isso, se entregam a projectos e a causas que acrescentam valor e qualidade de vida ao município. São os que não se contentam com alargamentos de ruas (que também são necessárias, obviamente), enfeitamento de Ribeiras e centros cívicos, etc.
Podes não concordar, podes mesmo não gostar, mas deves respeitar e falar menos do que desconheces; e tudo o que envolveu a candidatura do Fernando é para ti desconhecido.
Deverias agora concentrar-te muito mais na exigência do cumprimento do programa dos teus candidatos do que nas opções e ideias dos teus adversários. Isso é que é sintomático de ódio partidário e, pior ainda, pessoal.

Jose Matos disse...

Camilo

Eu também acho que o assunto é demasiado sério e por isso não devia ser tratado da forma como o trataste.

Repara que isto começou noutro post com uma comparação tua entre o projecto da lagoa do PS local e um projecto que a Câmara de Ovar está a fazer no rio Cáster e que nada tem a ver com o Antuã. Aliás, o espelho de água que está previsto para o Cáster é semelhante ao que já temos no Antuã com açude que lá está….
Portanto, foste tu que começaste a fazer comparações entre projectos que não são comparáveis….

Quanto ao projecto do PS local eu fui de facto dos primeiros a levantar dúvidas sobre o mesmo, pois pareceu-me claramente mal fundamentado e como já disse nunca vi qualquer estudo prévio sobre o mesmo, nem o PS publicou na altura qualquer estudo sobre o mesmo.

Se o projecto tivesse como fundamentação um estudo prévio seria natural que o PS o publicasse na altura até para dissipar as dúvidas que existiam sobre o mesmo…nunca o fez…
Penso que a análise que fiz na altura ao projecto foi séria e como te disse um dia deste espero escrever ainda mais profundamente sobre o tema..

Por outro lado que eu saiba nenhum programa eleitoral em parte alguma está acima da crítica e da mesma forma que podes criticar qualquer projecto do PSD…o mesmo se passa em relação a qualquer partido que vá a eleições…

Obviamente que consultaram alguém por causa do dito projecto, mas não me parece que tenha algum dia existido um estudo prévio sobre a questão…Mas se foi feita uma análise de exequibilidade, porque razão essa análise nunca foi publicada??? A partir do momento em que foram levantadas dúvidas sobre o projecto era natural que o próprio PS publicasse a referida a análise de forma a dissipar essas dúvidas. Ora tal análise nunca foi publicada…

Dizes tu que o Fernando não tinha que apresentar em campanha eleitoral qualquer estudo ou projecto, tal como o teu candidato o não fez (provavelmente porque não tem projectos... a julgar pela tua interpretação). Bem, mas se o Fernando não tinha essa obrigação, não estou a ver porque a estás a exigir ao JEM????

Dizes tu que seria um bom projecto para o concelho…mas como??? como se ninguém sabe se era viável ou mesmo executável??? Quer dizer alguém faz um esboço de uma lagoa enorme no Antuã e para ti já é um óptimo projecto para o concelho????

Sinto muito mas eu não funciono com base em esboços…se existe uma análise de exequibilidade, como dizes, pois bem que seja publicada…para vermos se é exequível ou não…

Um abraç

CR disse...

Zé,
só para dizer que não me mereces mais qualquer perda de tempo. Tens muita confusão na cabeça e não vale a pena discutir este tema com quem tem areia nos olhos. Se um dia te libertares dela... aparece.

Anónimo disse...

ohhhh... fala ze... pelo menos sabes o que dizes...

Jose Matos disse...

Camilo

Registo apenas a tua não-resposta…como era de esperar, mas pronto deixa lá…deixa a poeira passar…e depois veremos quem tinha razão...

Anónimo disse...

Presunção e água benta cada qual toma a que quer.
Acho inacreditável que uma pessoa como o José Matos, que nunca fez nada de relevante com a sua própria vida, venha por em causa o que quer que seja, apresentado por quem quer que seja, de qualquer partido que seja.
Para falar do "alto da burra" como ele, é preciso ter credibilidade. Já não digo muita credibilidade. Ao menos, alguma. Faço só uma pergunta: em que lugar foi o José Matos nas listas da Coligação? Em qual? Oitavo, não foi? Se nem o partido dele lhe dá credibilidade, depois de ele tanto os "lamber", acho muito bem Camilo que não "gaste cera com tão fraco defunto". Ele que analise os projectos da Câmara. São tantos e tão bons, que tem que se virar para os projectos do Mendonça, porque não encontra nenhum do JEM para comentar. O Presidente da República até já veio confirmar o caminho que o Mendonça preconizava. É só uma questão de tempo para as pessoas se aperceberem também. A política é mesmo assim.

Conde da Carvalha disse...

Francamente acho que já não há mais pachorra para aturar as complexidades do inflamado ego deste senhor Matos. A mim, pelo menos, não me leva por parvo, que é o que este dono da verdade por norma pretende fazer dos outros nos seus escritos. Com PS ou sem PS, com PSD ou sem PSD, que a ambos e a outros mais desprezo em absoluto...