Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

segunda-feira, março 15, 2010

No que te tornaste PSD

O PSD tornou-se, definitivamente, numa caricatura de si próprio. 
A lei da rolha proposta por Pedro Santana Lopes e ratificada por 352 palhaços congressistas é, no mínimo, hilariante. Ver[aqui]
Seria preocupante mesmo, se tal aberração fosse para levar a sério.
Perguntar-se-á o que  se pretende com isto. De facto, tão rocambolesca medida é tão só uma forma de prepotência que, com relativa facilidade, se liga a partidos ou regimes de extrema esquerda ou extrema direita, vulgo, ditaduras.
É certo que só é militante do PSD quem quer; eu já o fui muitos anos e, nesta altura dos acontecimentos, regozijo-me com o facto de já o não ser. Sentir-me-ia envergonhado se ainda o fosse porque esta ignóbil tentativa de coerção da liberdade de pensamento é mesmo vergonhosa.
Fica a saber-se que os militantes terão agora de enveredar pelo que se costuma designar de carneirismo, ou seja: o chefe vai à frente e todos os outros o  terão de seguir,  submissos, mesmo que não concordem com as suas opções.
Obviamente que nada tenho a ver com a articulação interna do PSD ou de qualquer outro partido, tal o descrédito que me merecem todos eles há já mais de uma década. Mas, como cidadão preocupado com o futuro deste país, lamento assim, que um dos maiores partidos - por vezes o maior - se entretenha com estas maluquices próprias do mais puro despotismo, ao invés de se afirmar como alternativa credível  e séria ao governo.
Ora, depois disto, a pergunta que se desenha no horizonte é esta: será que, uma vez legitimado um futuro governo Social Democrata, todos teremos de dizer amen e venerar o Sr. primeiro ministro aclamando a sua governação, mesmo que seja péssima? E se o não fizermos, seremos expulsos do país ou suspender-nos-ão os direitos básicos de cidadadania?
Finalmente, terá isto a ver com a tal [suspensão da democracia] de que falava a ainda líder do partido há acerca de 4 meses atrás? Só pode...



Sem comentários: