Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

sábado, janeiro 23, 2010

A ESCOLHA DA SEMANA

recai desta vez neste post do blog Terra Nostra, e para dizer o seguinte:
Considerando:
1- que o novo Hospital foi um compromisso assumido pelo governo Socialista;
2- que a drª Manuela Ferreira Leite disse, publicamente, que os compromissos assumidos pelo PS seriam para rasgar, caso fosse eleita (excepção feita ao aeroporto de Alcochete);
3- que a maioria dos Estarrejenses (37,91%) escolheu a dita senhora para chefiar o governo,
não me parece que sejam os 5330 eleitores que nela votaram a ter legitimidade para, honestamente, questionar se o novo hospital vem ou não.
O mesmo seria escolher um de dois, e depois exigir ao preterido o protagonismo da acção. É tudo e apenas... uma questão de coerência...

10 comentários:

Anónimo disse...

Nem mais!

Anónimo disse...

Só mais uma achega:

O Presidente da Câmara era a favor do alargamento do Hospital de Ovar, para que Estarreja passasse a ser atendida lá. O Presidente da Câmara nunca defendeu o novo hospital em Estarreja. Quem ganhou? A Coligação.
A Drª Manuela também ganhou, depois de ter dito que rasgava esse compromisso.
Traduzindo: os estarrejenses votaram na Dr. Manuela que disse que não faria o hospital. Os estarrejenses votaram no Dr. José Eduardo que não queria o hospital novo em Estarreja.
Concluindo: os estarrejenses demonstraram em 2 eleições seguidas que não dão qualquer importância ao novo hospital.

Jose Matos disse...

Camilo

A tua argumentação está deturpada....

Mas antes mais nada uma resposta a um que passou por aqui com mentirinhas..

O Presidente da Câmara nunca defendeu o chamado hospital “Ria Norte” localizado em Ovar.

A única coisa que o Presidente da Câmara defendeu foi a existência de um novo hospital com urgência 24 horas, que servisse Estarreja, Ovar e Murtosa. Nada mais do que isso.

Sobre a hipótese de ser em Ovar, a única pessoa que defendeu isso foi o Presidente da Câmara de Ovar (como é natural), mas nem o governo disse alguma coisa sobre a hipotética localização de tal unidade, nem o Presidente da Câmara de Estarreja disse que apoiava semelhante localização.

Portanto, vamos deixar-nos de falsidades sobre essa velha questão...

Depois a Manuela Ferreira Leite nunca disse em lado nenhum que era contra o hospital de Estarreja..Na expressão que usou nunca disse que compromissos rasgava ou deixava de rasgar...Deturpar isso, não é uma postura séria no caso de Estarreja..

CR disse...

Olá Zé.
Não vou responder à primeira parte do teu comentário porque não me diz respeito. Reporto-me apenas ao último parágrafo - o tal da argumentação deturpada - e nem me vou sequer alongar mais. Deixo-te apenas dois link's, cuja leitura te permitirá sempre a interpretação que quiseres.
http://economico.sapo.pt/noticias/psd-vai-rasgar-e-romper-com-todas-as-opcoes-do-ps_13762.html

http://tv.rtp.pt/noticias/index.php?t=Ferreira-Leite-retira-verbo-%93rasgar%94-do-ataque-as-politicas-de-Socrates.rtp&article=228899&visual=3&layout=10&tm=9

Cpts.

Anónimo disse...

penso que este comunicado emitido pelo PS em Campanha Eleitoral diz de forma muito clara que o PS conseguiu um novo Hospital para Estarreja.
E nada nada mais há a dizer sobre o assunto.
Promesas de campanha é o que é.

COMUNICADO DO PS em 5 de MAIO de 2009
O NOVO HOSPITAL:
UMA GRANDE VITÓRIA PARA ESTARREJA

O início da história do que há-de ser o novo hospital de Estarreja

1º Na sequência da decisão governamental de construir um “paralelepípedo” por cima do actual edifício, foi celebrado o protocolo que previa a transferência de 2 milhões de euros para a Administração do Hospital Visconde de Salreu, em 22 de Julho de 2008, para aí ser instalado uma Unidade de Cuidados Continuados, no âmbito da requalificação do Serviço Nacional de Saúde.

5º O PS Estarreja, em 9 de Setembro de 2008, avançou com a ideia da construção do novo hospital, baseado no estudo da Administração do Hospital.

7º Nesta luta, contámos com o apoio do Deputado Afonso Candal (Deputado e Presidente da Federação de Aveiro do PS) que, apesar de saber que o Governo não tinha qualquer intenção de construir um novo hospital, depois de ouvir os argumentos, considerou que era melhor voltar a analisar a questão.

8º O Sr. Secretário de Estado, Dr Francisco Ramos, aceitou vir ao local, depois da argumentação explanada, o que aconteceu em 22 de Dezembro de 2008.

10º Mas nesse dia, foi o dia em que toda a história mudou. Isto porque, já no pátio do Centro de Saúde, o Secretário de Estado encarregou o Presidente da ARS do Centro, Dr. João Pedro Pimentel, de fazer um estudo comparativo até 31 de Janeiro, entre 3 opções: o “paralelepípedo” por cima do Hospital; o aproveitamento do Lar da Santa Casa e do antigo Centro Saúde, por trás do HVS e o novo hospital proposto pelo PS. Antes desse dia, nunca as 3 hipóteses foram estudadas em termos comparativos, ao contrário do que a Câmara agora afirma.

16º Antes do PS avançar com a ideia, a base já existia no projecto da Administração do Hospital. Nós acreditámos, complementámo-la, tornámo-la pública e trabalhámos para a tornar possível. As boas ideias, como todos sabemos, exigem engenho e arte para se tornarem realidade, senão nunca passam de ideias. O PSD, o CDS, o Presidente da Câmara e os seus acólitos nunca fizeram nada, porque nunca acreditaram que seria possível. É uma questão de mentalidade.
Esta Câmara pura e simplesmente não luta, não só por falta de ideias, mas também porque consideram que as coisas boas são só para os outros. Falta-lhes rasgo e capacidade de liderar. Sobra-lhes medo de arriscar.

18º O PS Estarreja vai-se empenhar até ao dia da inauguração, porque consideramos que Estarreja ganhou ao ter tornado possível um novo Hospital. Mas Estarreja pode ter muito mais, desde que quem governe a autarquia nunca perca a capacidade de sonhar, de querer e de lutar.

Jose Matos disse...

Camilo

Já respondi no meu blogue a isto, mas como te disse há uma deturpação de uma frase da Ferreira Leite, que nunca disse em lado nenhum que ia deixar de fazer hospitais, essa frase foi depois aproveitada pelo PS local para a teoria de que MFL era contra o novo hospital e por arrasto o Presidente da CME....tudo para ganhar uns votos..e o resultado foi o que se viu....

Jose Matos disse...

Caro Anónimo

Se o novo hospital realmente algum dia for construido os socialistas que fizeram por isso merecem obviamente o nosso aplauso... Mas vamos ver o que vem aí.....

CR disse...

Meu caro José Matos,
O assunto do post nada tem a ver com o PS local. Eu percebo a tua intenção mas, sabes, a minha actual equidistância partidária permite-me ver algumas coisas de um modo diferente que tu nunca conseguirás ver enquanto colocares um partido - seja ele qual for - a pensar por ti.
Já todos percebemos que os bons são todos do PSD, e os maus são todos do PS. É uma doença. Eu não penso assim, meu caro. Entendo que há projectos e pessoas do PSD que me agradam, como os há do PS ou de outros partidos.
Quanto à tua tendência natural para a insistência nos resultados das eleições autárquicas, fico à tua inteira disposição para os discutir e analisar quando quiseres. E tu bem sabes que muito há para dizer...

Jose Matos disse...

Camilo

Quando a Ferreira Leite disse o que disse eu nunca ouvi ninguém dizer que os hospitais estavam nesse pacote do rasgar...Se ela tivesse falado em obras públicas ou em saúde, aí sim tinhas razão, agora ela falou em economia e social.

Ora a 1ª vez que alguém falou de hospitais foi o PS local. Mais ninguém falou disso. E de repente apareces tu a dizer o mesmo?? É como te digo: é uma deturpação completa da frase original. Frase essa, aliás, que a própria MFL emendou mais tarde...

CR disse...

Magister dixit!