Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

segunda-feira, setembro 14, 2009

COMICHÕES

Enquanto [isto] decorria, um autarca em exercício impedia a colocação de um outdoor junto ao Posto Médico da freguesia por, alegadamente, tapar a visibilidade de um busto de uma figura ilustre da terra - o Dr. Albino de Sá - insurgindo-se contra quem tentava realizar o trabalho.
Obviamente que não é um banal cartaz de propaganda política que ofusca a dedicação, a seriedade, e o profissionalismo que norteou a vida desse grande médico que foi o Dr. Albino, nem beliscaria sequer o carinho que o povo de Canelas por ele nutre. Tanto mais que em diversas outras campanhas, e no mesmo local, lá estiveram diversos outdoors. O Dr. Albino foi um Homem e um Médico cuja postura sempre esteve muito acima destas patetices e deste tipo de gente.
Passada esta pequena introdução e, tendo por base a notícia do Diário de Aveiro, é importante que se digam algumas coisas.
E desde já referir, em abono da verdade, que a notícia induz em erro quem a lê porquanto, ao que julgo saber, o candidato do PSD à Junta de Freguesia não terá feito parte dos oradores oficias do acto, pelo que se depreende que o mesmo terá sido entrevistado no final da dita inauguração.
É indiscutível que a zona intervencionada está mais aprazível, mais alindada e mais arejada e isso saúda-se, obviamente. Foi uma obra sob a responsabilidade da Câmara Municipal de Estarreja - a primeira digna desse nome deste mandato nesta freguesia e onde foram gastos cerca de 15 mil contos. Pelos vistos uma enormidade!
Ora, quem não conhece a zona e se fica pela [descrição técnica da intervenção], pensará que, de facto, se trata de um arrojado e gigantesco projecto que só o valor despendido promete ofuscar.
Pois bem, trata-se sim de um arranjo paisagístico de uma pequena zona com uma centena de metros de comprimento, já que o Projecto elaborado para a dita - esse sim, um projecto completo - não mereceu a aprovação da Câmara Municipal por ser demasiado dispendioso...
De uma forma simples se pode dizer que a CME pegou no projecto, rasgou-o pelo meio e concretizou uma das metades. E é esta forma de agir que irrita. Nem sequer se pedia à Câmara para realizar todas as obras de uma só vez, mas impunha-se a aprovação do projecto mesmo que a sua concretização fosse faseada. Não foi assim e, tivemos então a inauguração de uma meia obra.
Depois, mais importante que dizer que a zona está linda, bem arranjada e atraente (está à vista, obviamente!), seria ouvir da parte do Sr. Presidente que era frontalmente contra a instalação da tal bacia de retenção com que a SIMRIA quer "enfeitar" a zona. Uma coisa com uma já longa e obscura história que não vou aflorar agora pois o momento é de festa. Essa sim, seria a grande inauguração a que eu tiraria aqui o chapéu.
Para terminar, uma referência a um folheto hoje distribuído e que começa assim: "Há apenas umas décadas, o nome de Estarreja era associado a questões ambientais mal resolvidas". Hoje parece-me ser Canelas a freguesia com sérias questões ambientais mal resolvidas - basta atentar no que aqui se passou com toda a impunidade nestes dois ou três últimos anos - e estou certo que a culpa não é dos Canelenses.
E, por agora, por aqui me fico...

Sem comentários: