Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

quinta-feira, julho 23, 2009

RAZÕES PARA UMA CANDIDATURA

Ao contrário do que parece acontecer em relação a esta, quero dizer-vos que não me incomodam as outras candidaturas à Junta de Freguesia de Canelas. Aliás, aproveito a oportunidade para saudar todos os que se disponibilizaram para fazer parte das listas que aqui se apresentarão às eleições de 11 de Outubro.
Mas, aos que se mostram incomodados pelo facto de me verem aqui e agora, quero dizer que, enquanto cidadão livre e apartidário, há já mais de uma década, me sinto no direito de fazer as minhas escolhas e de aceitar ou não os desafios que me sejam propostos. Exactamente como o fiz no passado e não abdicando, nunca, de pensar por mim próprio porque jamais aceitarei ser subjugado a qualquer disciplina partidária ou outra que pretenda tolher-me os movimentos.
É bom que esses – que parecem tão incomodados – se lembrem que enquanto eleito que o fui durante 4 mandatos, usei de toda a coerência e imparcialidade de que dispunha para, nomeadamente na Assembleia de Freguesia, tudo fazer para que esse órgão funcionasse excelentemente e em harmonia total com a Junta de Freguesia.
Posso regozijar-me de que todos, repito, todos os documentos sujeitos a votação foram aprovados ou rejeitados por unanimidade mercê do respeito e isenção que fizeram da Assembleia um grupo de gente com um único objectivo: o de servir os interesses da freguesia à margem de partidarismos ou subjectivismos.
É bom lembrar, também, que foi a falta de atenção da Câmara Municipal para com esta freguesia durante o mandato que está prestes a terminar, que fez com que abandonasse, há cerca de um ano, a presidência da mesa da Assembleia, como forma veemente mas legítima de protesto, e que só a estima e consideração que tenho pelo actual Presidente da junta, Sr. Simões Pinto, fez com que tudo fizesse para evitar a demissão em bloco da Assembleia de Freguesia, provocando assim a queda da Junta.
Também relembro que daqui, desta casa, o executivo camarário ainda em exercício, foi sendo alertado por mim, pelos membros da Assembleia e pela Junta de Freguesia, para o descontentamento resultante da ausência de obras realizadas na freguesia.
E, se dúvidas existem, recorde-se a intervenção crítica do sr. Presidente da Junta na Assembleia Municipal de Dezembro de 2007, se a memória me não falha. Felicitei-o e volto a felicitá-lo, pela coragem e frontalidade que usou nessa sessão. Disse a verdade e transmitiu fielmente o estado de espírito da Junta e da Assembleia de Freguesia.
E, na mesma linha, a entrevista que o mesmo concedeu à RVR e JE em 30 de Abril do corrente ano, e que demonstra clara e objectivamente a sua e nossa insatisfação pela forma como a Câmara quase ignorou os Canelenses durante pelo menos três quartos deste mandato, facto este, que nem as recentes intervenções na zona do Esteiro e espaço Bioria conseguem dissimular.
Durante esse tempo, as obras prometidas pela Câmara Municipal foram saltitando de Plano da Actividades em Plano de Actividades se que – elas ou outras – se realizassem.
Não sou pessoa de aceitar como natural a passagem de um mandato inteiro sem que algo de essencial e prioritário tenha sido feito, pelo que assumi pública e frontalmente uma posição crítica com o único objectivo de que as coisas pudessem mudar. Por coerência, jamais poderia voltar a apoiar uma lista encostada a alguém que teve a inteira responsabilidade no que aqui se não fez, pelo que decidira desligar-me da vida autárquica nos próximos tempos. H
á cerca de um mês, recebi uma chamada de alguém que me dizia que o Fernando Mendonça queria falar comigo. Estranhei, mas acedi a saber ao que vinha.
Nunca tinha falado com ele e as suas primeiras palavras foram estas: “estou aqui porque tenho muita honra que você seja o meu candidato, como independente, à junta de Freguesia de Canelas. E, se aceitar, tem total liberdade para escolher a sua equipa e o programa para Canelas, que passará a ser o meu programa para esta freguesia.”
Passada a surpresa inicial, pedi-lhe um tempo para pensar e, depois de muito ponderar, aceitei o desafio e aqui estou. Não para fazer promessas mas para vos dizer o que todos sabem: que me preocupo a sério com tudo o que diz respeito a esta terra, que procurarei estar atento e serei igual a mim mesmo. E isso, provavelmente para muitos, será o suficiente, e a garantia de que as coisas podem ser significativamente diferentes no futuro.
Em duas oportunidades de conversa séria e aberta com o Fernando, foram analisadas as ideias e projectos e assumidos compromissos de apoio total aquilo que tenho por necessário e prioritário para esta nossa terra. Evidentemente que para ter essa garantia, ele terá de ser o próximo Presidente da Câmara Municipal de Estarreja. E ele sabe que serei exigente, como o fui até aqui.
Percebi que é possível encurtar a distância entre a Câmara e as freguesias e isso agrada-me.
A liberdade total que me foi dada, quer para a escolha das pessoas que formam a lista, quer para a definição do Programa para a freguesia, demonstram uma confiança absoluta em mim. Procurarei, em todos os momentos, corresponder da melhor forma que for capaz.
Não sou pessoa de fazer promessas mas de impor a mim mesmo uma dinâmica que nos leve a estabelecer prioridades, pelo que as ideias e projectos que lhes estão na base, estarão insistentemente presentes no dia-a-dia do próximo Presidente da Câmara.
Evidentemente que no âmbito e responsabilidade de uma junta de freguesia com um Orçamento anual de 100 mil euros, a racionalidade das opções é um imperativo que se impõe e que poderá fazer a diferença.
É óbvio também que para dar sustentabilidade aos projectos que esperamos poder vir a desenvolver, é necessário um presidente da Câmara interessado, presente e com quem nos entendamos.
Tenho conhecimento que a aflição de alguns, tem a ver com o facto de eu liderar uma lista que é apoiada pelo Partido Socialista. E a primeira mensagem que pretendo transmitir de uma forma clara, é que aceitei ser candidato pela minha freguesia. Não mudei, como dizem, do PSD para o PS; Não sou do PSD nem do PS - coloquei-me apenas ao lado daqueles que, como eu, sabem que em Canelas e por esta freguesia, se pode e deve fazer muito mais.
Presentemente não me identifico com qualquer programa ou ideologia partidários, pelo que sou tão livre de escolher hoje, como o fui há 16, ou há 4 anos atrás. E de nada adianta tentarem colar-me ao PSD ou ao PS, ou a qualquer outro. Não necessito que outros pensem por mim pois prezo a minha independência, e foi com base nela que aceitei estar aqui.
A nível autárquico, entendo não haver espaço para discussões de ideologias políticas, devendo todos aqueles que se interessam pelo progresso das suas terras, procurar os apoios necessários para que desenvolvam mandatos de sucesso. E foi isso que encontrei no Fernando: apoio para levar por diante o que julgo importante.
Não me apresento às próximas eleições de 11 de Outubro como adversário de alguém, mas tão só como uma possibilidade de escolha, com ideias e projectos concretos e, sobretudo, atento a tudo o que possa ser do interesse da freguesia.
Como disse atrás, não me ofereci para estar aqui, nem fui pressionado para tal, por isso, aceitarei com a maior das naturalidades, sem exuberâncias ou dramatismos, o resultado que emanar da eleição de 11 de Outubro.
Se os eleitores desta freguesia assim o quiserem,
Pretendo implementar uma forma inovadora de funcionamento, envolvendo não só os que serão eleitos mas todos, sem excepção, que fazem parte das listas que se apresentarão ao eleitorado.
Assim o queiram, e comigo poderão, repito, todos, participar activamente na vida autárquica da freguesia.
E a primeira mudança que pretendo efectuar, tem a ver com a forma transversal e descentralizadora de gerir os destinos da freguesia.
Nesse sentido, serão criados diversos grupos de trabalho para áreas específicas como a cultura, a gestão dos espaços verdes, Higiene Urbana, Viação rural, Serviços e Atendimento e outros.
Serão equipas que, reunindo periodicamente com a junta de freguesia, terão autonomia para desenvolver e apresentar ideias e projectos dentro da respectiva área, podendo mesmo em muitos dos casos, serem responsáveis pelo seu desenvolvimento.
Pretendemos manter os serviços da Junta abertos de segunda a sexta entre as 9h00 e o meio dia, ou entre as 14 e as 17h00, o que permitirá aumentar o leque de serviços prestados à população, tais como: a impressão de trabalhos de estudo, tiragem de fotocópias, preenchimento e envio, em tempo, do IRS, troca de vales de reforma, e outros serviços do interesse da população.
A possibilidade de solicitar on line a passagem de atestados e certidões, entre outros documentos, será uma realidade que emanará da criação do site da freguesia, que constituirá também uma excelente forma de divulgação da nossa terra.
A Junta de Freguesia passará a reunir em sessão aberta uma vez por mês, pelo que todos os que assim o entenderem, poderão ficar a par da evolução da vida autárquica.
Outro aspecto que queremos revitalizar e para o qual teremos uma forte equipa interligada connosco é a vertente cultural, que pretendemos seja um cartão de visita da nossa terra. E, neste âmbito, há toda uma imensidão de projectos que pretendemos ir desenvolvendo continuamente e que, como outros, a seu tempo serão divulgados.
Temos a consciência de que urge pressionar no sentido da alteração do PDM - agora que a indefinição do traçado da A29 deixou de ser a razão do seu impedimento - que tanto tem contribuído para o afastamento dos jovens casais desta sua terra natal. Temos tudo para a criação de uma equipa com pessoas credenciadas, que se irão encarregar de estudar esta temática de enorme importância para o futuro. Temos consciência de que vivemos numa zona de excelência, porque perto das zonas Industriais de Albergaria, Estarreja e Aveiro; com os mais importantes acessos rodoviários e ferroviário à porta, a curta distância da Universidade e com uma faixa natural ímpar. Em suma: uma zona apetecível que é necessário saber promover e valorizar. Outro desafio que estamos certos teremos de enfrentar, prende-se com a linha de alta velocidade. Sabemos que a construção da linha do TGV e de uma Estação algures entre os concelhos de Albergaria e Estarreja será uma realidade que avançará nos próximos anos. Importa estar atentos e saber tirar partido desse facto, contrariamente ao sucedido com a construção da A29, que absorveu uma das melhores áreas produtivas da freguesia, sem que aqui caísse qualquer contrapartida.
E permitam-me apresentar, finalmente, um projecto pelo qual procuraremos envolver-nos até onde possível for: a construção de um Lar.
Entendemos que se trata de uma infra-estrutura prioritária e de utilidade mais que reconhecida, atendendo à falta de oferta e à realidade etária da freguesia. A sua construção resolveria também um dos problemas maiores com que se debate uma das mais prestigiadas e emblemáticas colectividades da freguesia e do concelho: a Banda Bingre Canelense.
Caso assim o entendam, a ideia é simples: A construção do Lar libertaria as instalações do Centro Social que, com a necessária reestruturação interior permitiria transformá-las numa excelente sede para a nossa Banda. Por sua vez, o actual edifício da Banda, comportaria outras Associações da freguesia, actualmente sem sede própria. Ter-se-iam, assim, de uma assentada, resolvidos os problemas que se prendem com as instalações de todas as colectividades e, acima de tudo, criar-se-iam diversos postos de trabalho.
Obviamente que para que todo este envolvimento resulte, será necessário uma consertação com todas as partes envolvidas – Banda, Centro e Autarquia. Quero dizer-vos que no que toca a este projecto foram efectuadas algumas diligências com vista à sua exequibilidade, e as respostas foram excelentes. Dispenso-me de falar aqui das actividades normais da Junta de Freguesia tais como a beneficiação de caminhos, a manutenção dos espaços verdes, o aproveitamento do espaço BioRia, a requalificação de alguns espaços no interior da freguesia, a conclusão das obras do cemitério e zona envolvente, etc.
Este conjunto de pretensões não são promessas; são o nosso projecto exequível e em cujo desenvolvimento aplicaremos todas as nossas energias. E estaremos sempre atentos e dispostos a abraçar qualquer outro que se revele prioritário para o desenvolvimento da freguesia.
Para tudo isto, quis escolher um conjunto de pessoas que, desde o primeiro ao último nome, formem uma equipa de trabalho dinâmica e com um sentido único: servir esta freguesia. Gente escolhida a dedo e não olhando a cores partidárias. Uma lista que ao olhar-se, se não note diferença entre o primeiro e o último, ou seja, que possa ser lida tanto de cima para baixo, como de baixo para cima. No fundo, um grupo que forma uma lista de gente livre e Independente e que se uniu em torno de um único objectivo. E é com enorme satisfação que vo-la apresento:
1- Camilo Manuel A. F. Rego 2- Ana Sá Simões - 26 anos - Solicitadora 3- António Manuel Salgado Oliveira Santos – 46 anos – Operário Fabril 4- José Manuel Rodrigues Andrade – 57 anos – Encarregado Fabril 5- Angélica Nunes - 54 anos – Funcionária Pública 6- Paulo Viana – 36 anos - Técnico Oficial de Contas 7- Arlindo Andrade – 55 anos – Encarregado Fabril 8- Ana Paula Esteves - 44 anos - Administrativa 9- José Marques Tavares Valente – 53 anos – Técnico de Controlo e Potência 10- Paulo Jorge Santos Pereira – 35 anos - Pasteleiro 11- Rosa Marília Rodrigues Pinto Resende – 35 anos – Técnica de Análises 12- António Domingues Andrade – 54 anos - Aposentado 13-António Fernando Almeida – 52 anos – Operário Fabril 14- Patrícia Silva de Sousa Luz – 33 anos - professora 15- Reinaldo Rodrigues Vicente – 68 anos - Aposentado 16- Abel Dias da Silva – 67 anos - Aposentado 17-Vera Patrícia Martins Machado Meira - 34 anos - Explicadora 18- Joaquim Rebelo – 43 anos – Operário Fabril 19- Pedro Miguel Domingues da Silva – Operário Fabril
São eles que me dão total garantia e confiança, e é sobretudo por eles que aqui estou disposto a enfrentar este desafio, cujas dificuldades nem os 16 anos de vida autárquica activa já passados, amenizam.
A todos eles disse que estariam para trabalhar e não para encher a lista, por isso, todos sabem o que os espera.
A par, temos um outro grupo de pessoas que por razões de ordem diversa não fazem parte da lista, mas que se disponibilizaram para colaborar connosco porque se identificaram com tudo o que aqui vos transmiti.
São estas as razões para uma candidatura, e não outras que por aí se vão apontando por gente intelectualmente amarrada de pés e mãos.
Para terminar, importa lembrar que uma das peças fundamentais deste projecto é o Fernando, com quem temos a garantia de apoio ao que pretendemos. Agradeço a sua confiança e determinação em que fosse eu o seu candidato para Canelas.
Obrigado.

19 comentários:

Anónimo disse...

Estive lá e vi dois HOMENS a tratar dos assuntos da terra com elevação e seriedade.
Há muito que não via tal.

Anónimo disse...

Duas magníficas intervenções.
Já conhecia bem o Camilo, mas só conhecia o Fernando Mendonça de nome.
Confesso que fiquei rendida!

Anónimo disse...

Não sei para quê tanta justificação...não sei o porquê de tanto nervosismo!
Que bom haver assim gente de mãos e pés desatadas!
Mas afinal...não percebi. Por um lado diz: "Presentemente não me identifico com qualquer programa ou ideologia partidários" e "...prezo a minha independência, e foi com base nela que aceitei estar aqui.", por outro diz: "Para terminar, importa lembrar que uma das peças fundamentais deste projecto é o Fernando, com quem temos a garantia de apoio ao que pretendemos."
Então é um projecto independente...ou PSódependente?

Anónimo disse...

Camilo, espero que não sejas permiável as babuseiras que o Jose Matos ( reporter de serviço do outro josé Matos) diz sobre a tua candidatura.
Senão repara. O Zé Matos nem sequer é capaz de arrumar a casa dele. Em Fermelã os seus discípulos nem sequer sabem marcar as sessões de Assembleia de Freguesia. Umas vezes dizem que é por falta de disponibilidade, outras vezes que confundem o mês de Junho com o mês de Julho.
Cá para mim é que o josé Matos não lhe explicou com deve funcionar uma Assembleia de Freguesia. No entanto não se esquece de vir a Fermelã quando há eleições, para ser o presidente de uma mesa de voto para levar uns trocados. Eu digo isto porque ele só se vê em Fermelã nessas alturas. Agora defender causas que têm afectado a freguesia, nomedamente a bacia de retenção ou informar as pessoas porque votou a favor da (ARA) que vai provocar um grande aumento do preço da água nos consumidores, para isso ele não vem a Fermelã.
Como ele escreveu, ele defende generalidades, não defende causas das pessoas que o elegem, que tanto podem vir a afectar ambas as freguesias, Fermelã e Canelas.
Força Camilo, porque o José Matos já se esqueceu de que partido veio o Sr. Fernando Costa quando foi eleito presidente de junta de freguesia de Fermelã.
Sabes Camilo esta gende demagoga que anda para aí, o objectivo deles é tentar confundir.
Força amigo

ls disse...

Eu sou do Benfica desde pequenino, mas perante o trabalho de gestão que o FCP tem feito nos ultimos anos, se o Pinto da Costa me convida-se para fazer parte do seu projecto,trabalharia de forma a que o FCP nunca mais deixaria de ser campeão. Desta forma é que se vê a capacidade de trabalhar bem sem olhar á camisola que temos vestida.
O meu desejo é que em 2013, Canelas tenha obra feita para realmente ver-mos que há pessoas que querem que a sua terra tenha um FUTURO FELIZ.

A. C. T. disse...

É tempo de Canelas deixar de ser a terra onde se vem impunemente despejar a trampa de cascos de rolha!!!

Falcão Peregrino disse...

Será desta vez a pedrada no charco de que Canelas, adormecida no tempo há largos anos pelo caciquismo, pela submissão e pela incompetência, tanto precisa?
Ou irá continuar a sina de abandono e de desprezo a que a votaram e a que se votou?
A Canelas bairrista, aguerrida e vaidosa de antanho...reduzida hoje ao marasmo, ao depósito de merda, ao deixa-andar...
A mesma água nunca passa duas vezes debaixo da mesma ponte, dizem...
Que Canelas aproveite a oportunidade para se libertar!

Anónimo disse...

Há largos anos que não voto no PS, o partido da esperança sempre traída, o partido das grandes desilusões, o partido que quando ganhou eleições sempre fracassou, até ao completo desastre do governo actual, mas desta vez vou voltar a votar PS nas autárquicas. Não porque voltasse a gostar do PS, mas apenas porque é na lista deles que está a esperança de Canelas deixar de ser o coitado e o saco de lixo que tem sido para o PSD. Vou votar no PS para as autarquias também como castigo para um PSD que nada fez nos últimos 8 anos a não ser deixar fugir as Urgências, PSD que escolheu como a sua obra mais importante construir uma piscina de luxo onde já havia uma,PSD que esturra o orçamento anual num largo de Pardilhó e deixa as freguesias mais pequenas ao abandono, PSD que acha natural a caça numa zona de protecção ambiental, PSD que apenas se preocupa em arrebanhar votos nos porcos no espeto e nos passeios pagos aos velhotes. Vou votar no PS nas autárquicas mesmo não morrendo de amores pelo PS, tal como vou votar no PSD nas legislativas, mesmo sabendo que será apenas um voto de castigo ao PS pelo desastre a que tem estado a conduzir o país. E não me interessam nada os rótulos nem as filosofias dos defensores dos tachos, interessa-me é que Canelas seja colocada outra vez no mapa e isso só vai acontecer se o Camilo tiver os canelenses a dar-lhe força e ganhar as eleições. O resto é conversa.

Anónimo disse...

Pois eu vou votar no PS para as autárquicas, porque sei o que vale o Camilo, mas também simpatizo muito com o Mendonça.

Anónimo disse...

TAMBÉM EU PELA PRIMEIRA VEZ VOU VOTAR PS NAS AUTÁRQUICAS, PARA A JUNTA E PARA A CÂMARA, POIS ENTENDO QUE TEM QUE HAVER COERÊNCIA, SÓ ASSIM O NOSSO VOTO FAZ SENTIDO. NUNCA TINHA FALADO COM "FERNANDO MENDONÇA" E AGRADOU-ME PROFUNDAMENTE.
FORÇA CAMILO CANELAS MERECE, COMO DISSE O ANÓNIMO DAS 12.03 SER NOVAMENTE COLOCADA NO MAPA.
1 ABRAÇO

Anónimo disse...

futuro feliz????????????? para quem???? só se fôr para a familia MENDONÇA!!!
Ai Camilo como andas enganado!!

Luar de Janeiro disse...

Desde o 25 de Abril o PSD sempre ganhou as eleições em Canelas e o que resulta hoje dessas vitórias?...Uma freguesia sem futuro, parada no tempo, com a sua juventude a fugir de cá e os mais velhos resignados ao abandono e ao atraso. Curiosamente o mesmo se passa com a nossa freguesia vizinha a sul, onde também sempre o PSD ganhou as eleições e onde a realidade da freguesia é em tudo semelhante à nossa. Não será certamente por acaso que ambas são as freguesias habitualmente mais desprezadas pelo poder do PSD de Estarreja e consequentemente as mais atrasadas do concelho... Às vezes apetece-me reconhecer que os seus habitantes também não têm querido outra coisa e que os senhores do poder autárquico apenas se têm limitado a saber jogar com aquilo que lhes têm proporcionado... É natural, portanto, que o Sr. Matos se inquiete ao ver aparecer alguém que, pela primeira vez, parece representar uma verdadeira ameaça ao status quo político de Canelas...até porque o fenómeno pode ser um mau pronúncio e pode mesmo, no futuro, representar uma verdadeira ameaça ao caciquismo e ao obscurantismo que tem permitido vitórias sucessivas em terras que apenas têm recebido indiferença e desprezo por parte do PSD ganhador...

Anónimo disse...

Para o anónimo das 21.16: O Camilo não está nada enganado. Foi enganado no passado, bem como muitos onde eu próprio me incluo.
Já votei no PS, no tempo do Vladimiro. Vou votar agora outra vez, por causa do Camilo, mas também do Mendonça. Quando eu precisava de alguma coisa da Câmara ia falar com o Mendonça e ele sempre me tratou bem e ajudava-me na associação. Era um homem com quem nós podiamos contar.

Anónimo disse...

Parece que o astral do Zé Matos não anda lá muito... A conjugação astral não se adivinha nada prometedora. Nota-se que há ali uma estrela cadente a cair, a cair...e a única maneira de a segurar parece ser ele meter o telescópio no saco, porque já não convence ninguém, quem tinha de convencer, já convenceu...

Anónimo disse...

Como o astral incomoda tanta gente. O Sr. José abra lá um consultório que esta gentinha ía lá toda! Eu vou votar PS, "TAMBÉM EU PELA PRIMEIRA VEZ VOU VOTAR PS NAS AUTÁRQUICA", "Vou votar agora outra vez, por causa do Camilo" e eu, e eu que não votava PS há tanto tempo, agora vou votar PS.
UAU Isto vai ser bom.
Ah! Esqueci-me de dizer, é que estes votos são todos dos mesmos...e nem sequer são de Canelas. AZAR!!!

Anónimo disse...

Então são donde? da China?

Armindinha (gêmea) disse...

Oh senhor anónimo da 01.40: E quando vai falar com o actual vereador também tratam bem a associação ou não ?O senhor marido da administrativa e pai dos patinadores sempre a correr para lá ou não? Se calhar é para aprender com o presidente da associação para se candidatar ao lugar...ai!Quando ao candidato a Canelas vou ter que me esquecer de alguns que o acompanham que só querem protagonismos e votar de olhos fechados o que é pena porque é um Homem Bonito!

Anónimo disse...

Boa qualidade de maçãs.
Mas já me dizia o meu avô: "Elimina as maçãs podres logo no início para não contaminarem as sãs. Porque as sãs não curam as podres."
"Aplica-o durante a vida."


E tinha a 4ª classe feita no início do século passado.


Penso que tinha razão. Porque realmente voltamos a entrar num estabelecimento que elimina constantemente a fruta podre.

Força Camilo! Não quero ver moscas e mosquinhas a sobrevoar a tua fruteira. Sería mau sinal.

Anónimo disse...

camilo nao tinha grande simpatia por ti, mas desde que te ouvi mudei de opiniao. O meu voto e para ti.