Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

terça-feira, junho 23, 2009

Dentro de pouco

tempo será formalmente apresentado o candidato à junta de freguesia de Canelas pela coligação PSD/CDS, a julgar por um sms/convite que acidentalmente me caiu no telemóvel ontem, cerca das 22h00. Digo acidentalmente porque há muito que esse tipo de notícia deixou de me interessar, e nem sequer se me aguça a curiosidade em saber quem é o dito cujo.
Desconhecendo por completo o nome que vai ser anunciado publicamente, não estarei longe da verdade se disser, antecipadamente, que se pretende uma pessoa que incomode o menos possível, para que tudo continue como dantes. E o "dantes" é simples de definir: continuará a Câmara Municipal a investir - bem ou mal - nas freguesias maiores do concelho e durante a maior parte do mandato para, em vésperas de eleições apenas, se lembrar das outras - as de mil e poucos eleitores. Sim, porque nestas alturas, todos os votos são importantes pois nunca se sabe... e é melhor jogar pelo seguro.
Para atestar isto, bastará olhar um pouco para o passado recente para ver que, durante os três anos deste mandato, a atenção da Câmara Municipal para com a freguesia de Canelas foi nula, limitando-se quase em exclusivo a transferir as verbas que a delegação de competências na junta de freguesia legalmente exige.
Finalmente, a meia dúzia de meses das eleições dignou-se, a Edilidade, aqui fazer uns arranjos na zona do Esteiro, para que a malta dela se lembre no dia de votar. Diz o povo naquela sua sabedoria secular que, com papas e bolos se enganam os tolos.
A atestar isto, releiam-se as entrevistas dos ainda presidentes das juntas do concelho que, pelo menos dessa vez, tiveram a coragem de publicamente referir a falta de apoio da Câmara Municipal de Estarreja, demonstrando a sua desilusão pela forma como decorreu o presente mandato. E não sou eu a dizer isto, foram eles os que, em resposta, o Sr. presidente da Câmara mandou trabalhar mais e falar menos.
Entendo que o lastimável estado político-administrativo do país teve a sua origem na falta de preparação dos políticos que nos têm vindo a governar. Na falta de preparação e de ética, obviamente.
Também acredito que essa responsabilidade começa a nível local, muito por culpa dos partidos que apenas se abeiram das populações em vésperas de eleições para, tal como anteriormente aqui se referiu, preencherem as listas a apresentar a sufrágio. Listas essas que, na sua generalidade são compostas por pessoas sem qualquer preparação ou conhecimento, e que se limitam a deixar correr o tempo, impelidas por uma inclassificável subserviência, que chega a ser confrangedora.
Aceitar pacificamente três anos consecutivos sem que uma única obra digna desse nome, seja sequer iniciada é, no mínimo, irresponsabilidade e desrespeito pelas populações, mas é o que, muito provavelmente, convém a muito boa gente. E, pior ainda, é a triste realidade.
Deseja-se que, quem quer que sejam os escolhidos, tenham a coragem de activamente fazerem a diferença, sem se deixarem enrolar pela conversa fiada dos mais ou menos bem falantes, a bem da freguesia.
É certo que, por vezes, isso tem um preço um pouco alto mas, no final, sairão de cabeça levantada enquanto outros o farão rastejando porque, perdida a coluna vertebral, jamais se conseguirão erguer. E, quem enfrenta estes desafios desinteressadamente e com o único objectivo de servir a freguesia, tem de ser persistente e incómodo, porque só assim conseguirá vencê-los (os desafios).

2 comentários:

Anónimo disse...

Pois caro amigo, mas é preciso não sonhar com tachos futuros e tê-los no sítio para dar um murro na mesa e defender a freguesia! É isso que tem faltado e o mais certo é continuar a faltar.

Pipo disse...

Sabe amigo Camilo, o que me chateia nas masturbações da Honra, é que em Politica, quem não apanha o comboio, fica sempre na Estação, a vê-los passar. E normalmente como no caso presente, perde-se um Autarca Responsável com sentido das Prioridades, e suficientemente "carraça" para chatear, e poder marcar a diferença.
O Comboio, esse lá segue sozinho o seu caminho; carregando cada vez menos "gente", e de pior qualidade, parando cada vez em menos Estações Vitoriosas, até à DERROTA FINAL.
Um abraço amigo
Pipo.