Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

domingo, maio 31, 2009

BIORIA II


Foi ontem oficialmente inaugurado o Projecto Bioria II.
Composto por dois simpáticos percursos, um totalmente na freguesia de Canelas e outro dando as mãos à freguesia vizinha de Salreu, este Projecto vem contribuir grandemente para a divulgação desta magnífica zona do Baixo Vouga.
É justa, também por isso, uma palavra de satisfação e de reconhecimento à Câmara Municipal de Estarreja, pelo desejo e concretização do alargamento do Bioria a esta freguesia de Canelas.
Para quem se deixa absorver com frequência pelo que a natureza aqui tem, o momento é de regozijo, obviamente.
Os percursos, leves e frescos, fazem-se com facilidade e interesse. O diálogo perfeito entre a fauna e a flora, sente-se a cada passo.
Os visitantes, à medida que avançam nos percursos, vão deparando com uma atmosfera de magia, pulverizada com cheiros a fenos e a flores e salpicada com inúmeras cores que a natureza se encarrega de ir mudando ao longo do tempo.
É aqui, onde o silêncio é agradavelmente quebrado pelos trinados dos pássaros que saltitam alegremente de ramo em ramo, que outro elemento - a água - dá um toque de excelência a todo o quadro. Os enormes espelhos, nos quais a natureza se pinta e apresenta magnificamente, convidam à contemplação.

Não deveria caber aqui qualquer referência menos positiva, mas é impossível deixar de o fazer. Dizem os cartazes de introdução nos percursos - e bem - que devem os visitantes evitar o ruído para não perturbar toda esta harmonia paradisíaca.
Pois bem, será esta a altura certa para se discutir, sériamente, a oportunidade da caça que, por incrível que pareça, se pratica em toda esta zona.

2 comentários:

PJMiguel disse...

Já agora uma referência menos positiva: O circuito do lado de Canelas (Bocage), está mal sinalizado. Quem não conhecer os caminhos perde-se com facilidade. Quem vem do lado de Salreu e chega ao canal, não sabe se vira á direita ou á esquerda. Antes de chegar á ponte do Porto há 2 caminhos á esquerda e não há sinalização, assim como quando se chega á zona da ponte, não há nenhuma indicação. São coisas faceis de rosolver, por isso é mandei esta achega. O percurso do rio Jardim, simplesmente 5 estrêlas.

Fermelanidades Leite de Matos disse...

Por acaso isso é verdade. Na zona da ponte do porto não existe nada que direccione os ecoturistas. Nem direita, nem esquerda, nem centro, não há ali nenhuma definição politica e assim o eleitor corre o risco de cair ao esteiro.

abç