Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

segunda-feira, outubro 13, 2008

A PROVA

de que ninguém nasce grande está nesta notícia do Diário de Aveiro.
No concelho de Vagos, freguesia de Sosa, lugar do Fontão... faz-se nascer uma zona industrial adequada à realidade daquelas gentes e com ambições futuras.
Há dias por aqui se discutia, e se pretendia fazer crer, que um polo universitário, uma escola profissional, um hospital ou outra obra de grande vulto, apenas podiam ser canalizados para os grandes centros urbanos.
Enfim, visões... ou falta delas!!!

2 comentários:

A.C disse...

É óbvio, mas parece que quem defende a abertura destas pequenas aldeias ao progresso, é que é maluco. Quem tem chegado ao poder, não é melhor ou pior que o povo local, que os pare e elege. Assim sendo, estão bem uns para os outros e merecem-se.
Cpts.

Anónimo disse...

Olá

Vocês estão a falar de uma situação que não conhecem. O caso de Fontão não prova coisa nenhuma. É unicamente uma questão de geografia. Está junto à saída da A17 e no limite dos 3 concelhos (Vagos, Ílhavo, Aveiro). Por isso é que Vagos quer lá fazer o Parque. Não é por nenhuma vontade de descentralização do investimento. Não fosse a geografia e vocês iam ver que investimento é que ia para o Fontão. Nenhum.

Um abraço