Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

segunda-feira, setembro 29, 2008

No rescaldo

de mais um Benfica/Sporting, impõe-se uma breve reflexão sobre um aspecto que muitas vezes passa despercebido.
Ficou a saber-se que este jogo, considerado de alto risco, envolveu e mobilizou 586 agentes da PSP mais 500 Seguranças Privados.
Para uns, o dia terá começado às 09h00, enquanto outros entraram em funções por volta das 16h00, com a missão de manter a ordem durante o trajecto efectuado pelas claques, bem como na zona do estádio da Luz.
Ao todo, mil e oitenta e seis agentes que, com alguma dificuldade, lá foram acalmando os animos daquela gentalha que se diverte a produzir insultos em altos berros, embebida numa euforia estúpida assente na falta de educação e de respeito por quem quer que seja.
A triste procissão até ao estádio, testemunhada pelos repórteres da SIC, impressiona pela falta de carácter dos fiéis, que em nada se parecem com cidadãos normais. Pena é que tenhamos de conviver e de sustentar este triste espectáculo que obriga ao destacamento de um batalhão de polícias e que deixam, assim, de estar onde deviam.
Estes grupos organizados, apoiados pelos clubes, em nada contibuem para coisa nenhuma a não ser para gerar desacatos e ondas de violência e destruição, tendo já causado, inclusivamente, várias mortes.
E o certo é que, se contabilizarmos os espectadores presentes no estádio por 60.000, e os dividirmos pelo número de agentes de segurança destacados, teremos uma proporção aproximada de 1/55. Ou seja: um agente de segurança para cada 55 espectadores.
Ora, alguém duvida que o problema da insegurança, que grassa actualmente no país, seria rápidamente resolvido se, à semelhança do que acontece no futebol, cada 55 cidadãos tivesse direito a um polícia?

Imagem recolhida [daqui].

1 comentário:

Fermelanidades disse...

Já disponivel todo o rescaldo do Rock in Rio São Miguel 2008 em versão blogue. Tudo sobre o maior e melhor festival de Verão alguma vez realizado no concelho do Antuã.