Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

sábado, agosto 30, 2008

BEBÉS, PRECISAM-SE!

Segundo estudos feitos, Portugal não está a renovar as gerações. A taxa de natalidade tem vindo a diminuir acentuadamente nas últimas décadas, situação que arrasta a população para um envelhecimento progressivo.
Na rectaguarda deste sério problema, estão políticas erradas de sucessivos governos que vão atirando o país para uma situação socio-económica que parece cada vez mais irrecuperável. Parece óbvio que, sem equilíbrio económico, a célula familiar se torna cada vez mais pequena.
Aqui e ali começam a surgir, por parte de organismos oficiais, atribuições de subsídios monetários por cada nascimento, como se a vida fosse um mero negócio que importa proteger porque dá jeito mas que depois se abandona à má sorte.
Esta tentativa ignóbil e perigosa de iludir a sociedade, ou parte dela, acabará por trazer maiores dificuldades às famílias, porque não basta criar incentivos à natalidade; é necessário repor o poder de compra, nivelar o custo de vida, criar empregos reais, reformular os sistemas de saúde e ensino públicos, enfim, criar condições razoáveis para que depois a taxa de natalidade possa subir de uma forma natural e sustentada.
Ao invés, vai-se estendendo a passadeira vermelha por cima do mais perigoso dos pântanos. Já estamos habituados, claro!
Um dia destes, ainda algum ministro se lembra de criar um imposto por... praticar sem procriar.



Sem comentários: