Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

segunda-feira, junho 23, 2008

COMO SE PREVIA,

a saga da destruição continua. Este é hoje o aspecto do edifício recém-restaurado da estação de Canelas. Desta feita, foram as portas que voaram.
Pela sua localização sobranceira aos campos do Baixo Vouga, o imóvel tem todas as condições para servir de apoio a um futuro alargamento do espaço Bioria, tal como já foi sugerido.
Diz o poeta que o sonho comanda a vida e, se nem todos se podem transformar em realidade, outros há que, com maior ou menor facilidade o podem ser. Assim se queira.
Pois bem; nesta pequena freguesia, nem tudo são nuvens negras. De facto a Natureza privilegiou este recanto com paisagens magníficas - diria mesmo, únicas - que merecem ser conhecidas. A tranquilidade de um passeio pelos campos do Baixo Vouga, onde se pode disfrutar de cores, cheiros e sons magníficos, é sem dúvida, um dos bons prazeres da vida que pode ser saboreado aqui tão perto, pelo que a definição de um ou vários percursos, devidamente sinalizados, não envolveria grandes gastos. Arriscaria mesmo dizer que com a colaboração desses amigos da natureza que são os escuteiros, poderia mesmo não envolver qualquer despesa.
Claro que os paineis informativos da fauna e flora seriam igualmente bem-vindos, mas uns desdobráveis poderiam, nesta primeira fase, dar bem conta do recado. E aqui entraria então o papel reservado ao edifício da Estação da CP - um parêntesis apenas para que não se perca da memória que o mesmo foi levantado pelo povo da freguesia.
Dizia então que, aos fins de semana e em horário tornado público, poderia o dito edifício abrir as portas para, através da distribuição dos tais desdobráveis, introduzir o visitante no percurso que no regresso poderia deixar a sua impressão, sugestão ou até qualquer questão. Seria uma excelente forma de lhe dar utilidade e de assim contribuir para a divulgação desta parte da freguesia.
Olhando para a fotografia acima impõe-se a questão: será possível alguma vez dar esse passo?


3 comentários:

noticiasd'aldeia disse...

As tábuas que subtituem as portas são jeitosas, Esta noite, devem ir.
Abraço

Fermelanidades disse...

Não vão porque estão bem seguras, só se for com o pé de cabra MAX.

Abraço

Anónimo disse...

A práctica do BTT tem dado a conhecer a muita gente de longe a beleza dos campos do Baixo Vouga. Curiosamente, em todas as vezes que por lá tenho andado, sempre que estabeleço conversa com alguém, nunca são pessoas de Canelas. Será que os naturais não têm consciência do paraíso que têm à porta?! Ontem fizémos o percurso off-road da ponte ferroviária de Canelas até à Bestida. Para quem tem sensibilidade para apreciar uma Natureza ainda razoavelmente conservada, não há palavras...deslumbrante! Algumas fotografias (despretenciosíssimas, de reportagem) na Galeria de fotos em www.albergasbtt.blogspot.com