Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

terça-feira, maio 27, 2008

DATAS &DATAS


Todos temos ao longo da nossa vida algumas datas que ficam gravadas na nossa memória para sempre. Normalmente estão, positiva ou negativamente, associadas a algum acontecimento quase sempre de ordem pessoal.
27 de Maio de 1923 - trata-se de uma data que passará despercebida a muita gente, mas que teve um enorme significado na formação de muitos homens e mulheres deste país. Foi nessa data que, em Braga, nasceu oficialmente o CNE - Corpo Nacional de Escutas. Tinham passado 16 anos apenas sobre a fundação do Escutismo.
Quem, neste momento lê estas breves palavras, que mais não pretendem do que reconhecer a importância deste movimento no desenvolvimento saudável dos jovens, sentirá certamente uma nostalgia enorme, resultante de tantas imagens que vão passando na nossa memória.
Nesses tempos em que de telemóveis e computadores nem sequer se conhecia o nome, foi o Escutismo um dos principais movimentos a nível mundial, responsáveis pela formação e ocupação dos tempos livres, através da realização de extraordinárias actividades de convívio e harmonia com a natureza.
É certo que o mundo mudou e as últimas décadas do século passado, são disso um exemplo vertiginoso. O Escutismo teria também de mudar, acompanhando a evolução da sociedade e do mundo, sob pena de perder o seu enquadramento enquanto movimento cívico e útil a essa mesma sociedade. Mas a mudança afastou-o gradualmente das suas raízes, fechando-o sobre si mesmo, e transformando-o quase num movimento de sala, onde se ministram cursos e mais cursos. Mas o Escutismo não é isso, e é necessário que o movimento e seus dirigentes encontrem rapidamente uma forma de interessar os jovens e devolver-lhes as actividades em que possam desenvolver aquele espírito de aventura e criatividade próprios dessas idades, libertando-os das longas tardes e noites passadas actualmente em frente aos monitores dos computadores.
84 anos arrastam consigo História e histórias. Muitas delas contadas ao redor da fogueira, ao som de cantigas polvilhadas com orvalho e coloridas com o requinte, que só quem teve o privilégio de lá estar consegue imaginar e... saborear.
Parabéns CNE, por tudo o que me deste, e por tudo o que me proporcionaste aprender.

3 comentários:

Anónimo disse...

Uma data bastante importante que passa um pouco despercebida, mas existe sempre alguém que se lembre, confesso que a nostalgia que senti ao ler este post foi enorme, foi lá que me tornei a pessoa que hoje sou, e tenho a certeza que não seria aquilo que sou se por lá não tivesse passado.
1 abraço

Anónimo disse...

sen sombra de duvida o escutismo e uma escola e uma forma de vida

Escuteirinho disse...

Olá viva.
O escutismo continua a ser escola de vida para muitos jovens.
Os cursos são precisos para nós dirigentes, estar-mos mais preparados, para termos os “rapazes” ao nosso encargo, pois eles são cada vez mais exigentes.
As nossas leis também cada vez mais nos limitam o acampamento livre e as fogueiras. Mas a base de tudo continua a ser o sistema de patrulhas que BP nos deixou,essa essência nunca vai mudar. E o escutismo ainda consegue cativar muitos jovens aqui no A.G.R onde estou agora tem cerca de 27 lobitos e quase já não temos vagas para o ano.
Parabéns ao CNE.
Um abraço.