Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

sábado, maio 17, 2008

ATÉ ONDE CHEGAREMOS?

ASAE DEITA FORA COMIDA CONGELADA

A notícia do Expresso [aqui], traz ao de cima a face de um país em completa desorientação, ditada pela regra de que os fins justificam os meios. Acções deste género são, no mínimo, inclassificáveis e traduzem a degradação completa do espírito humano, enquanto nos levam a recordar outros tempos em que a prepotência do poder reduzia o ser humano a verdadeiros farrapos vegetativos, subjugados às loucuras de gente cruel.
A brutalidade de certas medidas, despidas de qualquer sentido humanista, descaracteriza o país e os homens, e faz da vida uma estúpida corrida sem que se lhe entenda o caminho.
É certo que havia necessidade de regulamentar as actividades económicas configurando-lhes um perfil de qualidade e salubridade. Mas daí a entrar-se na situação de descontrolo total em que já ninguém sabe o que pode ou não fazer, é tudo menos razoável.
Com base na segurança alimentar, que supostamente se pretende assegurar, cometem-se verdadeiros crimes, impossíveis de deixar passar em claro.
O mais grave é, certamente, a destruição de alimentos de que a notícia é exemplo.
Haverá alguém que se julgue no direito de cometer tal monstruosidade, quando se estima que cerca de 850 milhões de pessoas (sobre)vivem com graves problemas de subnutrição? As estimativas dizem que a cada 3,5 segundos que passam, morre uma pessoa à fome. Pensarão nisso os senhores da ASAE ou quem lhes dita as regras? E, se toda esta conversa não é suficiente para aclarar as ideias a esta gente, pode ser que o vídeo abaixo, os faça pensar um pouco nos exageros e nas loucuras que não têm o direito de cometer.



Sem comentários: