Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

sexta-feira, abril 25, 2008

34 ANOS.

FORAM DIAS, FORAM ANOS A ESPERAR POR UM SÓ DIA. ALEGRIAS. DESENGANOS.
FOI O TEMPO QUE DOÍA COM SEUS RISCOS E SEUS DANOS.
FOI A NOITE E FOI O DIA, NA ESPERANÇA DE UM SÓ DIA.
Manuel Alegre
Trinta e quatro anos volvidos e o que resta da coragem dos capitães de Abril é quase já uma ténue miragem. O país mudou. Sim, mudou. Mas hoje são já muitos os que se afastam de qualquer comemoração desse momento histórico, ocorrido em 74. Pouco adianta a um país viver em democracia, se do seu seio não brotar uma geração de políticos que, com honestidade e competência, saibam ocupar responsavelmente os cargos para que sejam eleitos ou nomeados.
O país arrasta-se de crise em crise, e é sempre aos mesmos que é pedido o "apertar do cinto", como se fosse o povo o responsável pelas sucessivas más governações do país. Enquanto isso, os verdadeiros responsáveis pelo estado miserável das contas públicas, descansam impunemente à sombra dos rendimentos que eles próprios souberam acautelar, ou então engordam o seu património nos cargos mais bem remunerados das empresas públicas.
E isto faz esquecer Abril e a coragem e determinação de um punhado de homens, que um dia sonharam um futuro para Portugal, estou certo, longe do rumo que outros lhe deram.
A pouco e pouco o significado de uma revolução, que devolveu o país aos portugueses numa infinda esperança de desenvolvimento e liberdade, vai-se perdendo e acabará por desaparecer naturalmente. E há quem ainda se admire???

Sem comentários: