Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

quarta-feira, fevereiro 20, 2008

CHEGAR, VER E NÃO CONVENCER

O estado caótico em que se encontra a Câmara Municipal de Lisboa, reflecte o que se passa na maior parte das Câmaras do País.
O motivo é simples: eles chegam, fazem meia dúzia de obras - quase sempre as menos necessárias e que acabam por custar o dobro do orçamentado - travam as habituais guerrilhas com a oposição, endividam as autarquias, governam-se e abalam, sem que sejam responsabilizados por nada ou por coisa nenhuma.
Quatrocentos e cinquenta e um milhões de euros de dívida a fornecedores é, na verdade, o exemplo de péssimas gestões, de abuso do poder, da falta de seriedade e do desenquadramento total com a realidade.
Pergunta-se: que papel têm tido as Assembleias Municipais, sendo elas o Órgão fiscalizador da actividade das Câmaras?

Sem comentários: