Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

sexta-feira, novembro 02, 2007

CARTA ABERTA

Vimos publicamente solicitar à Associação de Caçadores e Pescadores de Avanca, que tome, de imediato, as necessárias medidas para a exclusão dos terrenos do Baixo Vouga, respeitantes às freguesias de Salreu, Canelas, Fermelã e Cacia, que estejam incluídos na Zona de Caça Municipal de Estarreja.

Porque a região do Baixo Vouga Lagunar se apresenta, hoje, como um património único no contexto paisagístico nacional, um território de grande potencial para a divulgação e educação ambiental incluído na Zona Protegida da Ria de Aveiro, é uma área sensível de riquíssima, rara e classificada biodiversidade, comprovada nos estatutos nacionais e internacionais já atribuídos, tais como, o de IBA (Important Bird Area) atribuído pela Birdlife International e pela SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves), de Biótopo CORINE (nº C12100019).

É, ainda, uma zona recomendada para integrar os Sítios Rede Natura 2000, Convenção de Berna (relativa à conservação da vida selvagem e do meio natural da Europa) e Convenção de Bona (relativa às espécies migradoras da fauna selvagem).

Apesar dos estatutos e recomendações supra referidos, é por demais evidente a ameaça que paira sobre a preservação de diversas espécies de aves que encontram, nos campos do Baixo Vouga, condições de excelência para se refugiarem, habitarem e nidificarem.

Sabe-se que várias espécies desapareceram com o passar dos anos e que, se nada for feito no imediato, outras desaparecerão de forma similar, extinguindo-se, com elas, parte de um património que é universal.

A implantação do Projecto Bioria na zona de Salreu (agora publicitado por toda a Europa) e o seu próximo alargamento à freguesia de Canelas, estabelece como contraproducente a coabitação pacífica entre as aves, a prática de caça e a conservação destas espécies.

Atentos a esta realidade e conscientes da necessidade de tudo fazer pela preservação das espécies na zona do Baixo Vouga Lagunar, concretamente nas áreas das freguesias de Salreu, Canelas, Fermelã e Cacia, um grupo de cidadãos originou o Movimento Cívico “Pelo Fim da Caça No Baixo Vouga”, o qual está a merecer ampla aceitação por parte de cidadãos e instituições do concelho e do distrito, sem esquecer os muitos apoios chegados de todo o país.

Não pomos em questão a actividade cinegética no concelho. Pretendemos apenas garantir a protecção da biodiversidade aqui existente, no que seremos firmes e consequentes. A Associação de Caçadores e Pescadores de Avanca, enquanto entidade gestora da ZCM, tem a faculdade de decidir, no imediato, a interdição da prática cinegética nos terrenos mencionados, dando com isso um enorme exemplo de consciência ambiental e demonstrando à sociedade o civismo que se espera de todos os cidadãos e, particularmente, de quem tem o dom de decidir nesta questão.

Por isso, vimos publicamente solicitar à ACPA que determine a exclusão dos terrenos do Baixo Vouga respeitantes às freguesias de Salreu, Canelas, Fermelã e Cacia, que estejam incluídos na ZCM de Estarreja e cuja administração cinegética seja da sua responsabilidade.

Com tal acto de sensatez e civilidade, todos daremos um enorme exemplo de cidadania, alicerçado no respeito pelo mundo que nos rodeia e na obrigação que todos temos de o proteger.

Movimento Cívico pelo Fim da Caça no Baixo Vouga

Sem comentários: