Neste Blog continua a escrever-se Português de Portugal.

segunda-feira, outubro 22, 2007

PELA PROTECÇÃO DAS AVES DO BAIXO VOUGA


ABAIXO ASSINADO PELA INTERDIÇÃO DA CAÇA
NOS TERRENOS DO BAIXO VOUGA LAGUNAR


Exmo. Sr. Ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas
Exmo. Sr. Ministro do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional

Os cidadãos abaixo-assinados, consideram que:

1 - O território do Baixo Vouga lagunar é uma área sensível de riquíssima, rara e classificada biodiversidade, como atestam vários estatutos nacionais e internacionais que lhe foram atribuídos: para além da sua integração na ZPE (Zona de Protecção Especial) da Ria de Aveiro, o estatuto de IBA (Important Bird Area) pela Birdlife International e pela SPEA (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves), de Biótopo CORINE (nº C12100019), recomendada para integrar os Sítios Rede Natura 2000, Convenção de Berna (relativa à conservação da vida selvagem e do meio natural da Europa) e Convenção de Bona (relativa às espécies migradoras da fauna selvagem);


2 - Assume reconhecida e inegável importância a implementação naquela área do projecto BioRia (parceria entre a Universidade do Porto, a Câmara Municipal de Estarreja e a CCDR do Centro), que visa a preservação do espaço em causa, a sua fruição como palco por excelência para a Educação Ambiental e a sua promoção no âmbito do Eco-Turismo;


3 – As características únicas do Baixo Vouga lagunar no espaço nacional e as suas classificações, nomeadamente o estatuto de IBA (Important Bird Area), são incompatíveis com a actividade cinegética.

Os subscritores vêm, assim, exigir a V. Exas. a interdição da caça nos terrenos do Baixo Vouga lagunar compreendidos entre as freguesias de Salreu e de Cacia e inscritos na Zona de Protecção Especial da Ria de Aveiro.


Este Abaixo Assinado, apresentado na Primeira Jornada Contra a Caça No Baixo Vouga, que decorreu na Biblioteca Municipal de Estarreja, no passado dia 20 de Outubro, irá estar disponível nos locais mais frequentados do concelho. Solidarize-se com o Movimento.

Com a mesma finalidade está disponível, a partir de hoje, uma Petição on line, [Aqui].

Sem comentários: